CONTATO    TRABALHE CONOSCO    
 
 
NOTÍCIAS
Data: 19/03/2020
Essa notícia foi lida 1225 vezes

  

Existe um elo fraco...

A corrente do mal persiste...

 Em tempos de pandemia, percebemos há dez dias atrás que a violência continua marcando sua presença nos estádios, li uma crônica dizendo que a violência entre os jogadores do 1º GRENAL na libertadores é normal, coisa do futebol, de quem esta com sangue no olhos, coisa de macho e de futebol raiz. Não consigo entender como cidadão, amante do futebol e jornalista, como achar isto normal. Sim! Quem já jogou futebol sabe que o sangue esquenta , as vezes uma entrada mais ríspida, um xingamento aqui outro acolá. Agora entender que jogadores profissionais, exemplos para muitas crianças e por que não adultos, virem gladiadores em plena arena. sendo que esta que estou falando é para a pratica do futebol. Não cabe a mim julgar e sim continuar levantando a bandeira que nós do Instituto Fair Play continuamos erguida custe o que custar, A nossa Bandeira é o Projeto Torcida Pela Paz.

  Não cabe nos dias de hoje que a violência que motive as arquibancadas venha do gramado e que nos dias de hoje ainda existam pessoas que aplaudam e achem isto normal. A ficha só cai quando esta violência atinge alguém próximo, não podemos fazer parte desta estatística, e infelizmente motivado pelo amor ao clube e pelo ódio ao adversário. Outro ato de violência que me chamou atenção foi em São Januário no jogo entre Vasco da Gama x Goiás, quem tinha dúvidas que caso o time da casa não tivesse um resultado positivo que atos de violência seria vistos na colina histórica, até quando a política será o estopim da violência nas arquibancadas, em 2017 eu estava no jogo contra o Flamengo que terminou com um vítima fatal e que poderiam ter sido muito mais,e tudo isto pelo cenário político do clube, nas últimas 3 eleições do Clube de  Regatas Vasco da Gama eu presenciei um pressão e um clima hostil quase que coreografado, porque continua se repetindo ano após ano. Eu fico pensando o porque disto tudo, até quando o amor será vencido pelo ódio, até quando o palco de uma paixão nacional se transformará em Arenas/picadeiros/octágonos?

  Existe um elo fraco em toda corrente, existe uma alternativa em toda encruzilhada e com certeza com um pouco de vontade, educação e leis mais rigorosas podemos livrar os nossos estádios deste mal que já assola os nossos estádios há mais de 40 décadas, a crescente violência nos estádios precisa parar, precisamos de números que nos mostrem um caminho de esperança. Esperamos mais de meio século para ver um GRENAL pela Libertadores, não é possível que leio comentários fomentando a violência para o próximo jogo, comentários que indicam que audiência do jogo será um recorde porque estão a espera um novo duelo de titãs, não pela beleza do futebol praticado e sim pela aguardada violência. Ano de eleição com certeza teremos vários atos políticos no clube da Colina, e os torcedores parecem que admiram este cenário e não as glórias do passado de um clube que tem uma história belíssima, qual é o elo fraco desta corrente?

  Estamos na luta pela paz nos estádios e na sociedade de forma geral, não estamos retratando o GRENAL ou o Vasco, e sim  a violência que não perde força em nossos estádios, quando poderemos voltar com as nossas famílias, sem se preocuparmos de verdade? Quando poderemos apenas vermos os espetáculos, os dribles do Mané, a genialidade do Rei, o Galo que era mágico em campo, o Falcão do Sul, o Dinamite que explodia a alegria nas pessoas , o Renato Gaúcho/Carioca/Brasileiro e tantos personagens mágicos do nosso futebol?

  Quero dizer aos meus netos e filhos o prazer de ir aos estádios, como foram todos os domingos que passei com meu pai no Maracanã. Quero escrever sobre craques, ídolos e conquistas, sobre revelações e o surgimento de novos craques. Só que estes craques no campo e na vida, com um perfil de exemplos para seus fãs. Quero falar de como foi a mudança de comportamento nas arquibancadas, de como a torcida mais top era aquela que cantava mais, e criavam mais músicas que motivavam seu time em campo,quero falar sobre o retorno dos instrumentos e dos bandeirões por que o bambu só serve para sacudir o estandarte.

  O Elo mais fraco existe e juntos podemos e devemos nos unirmos para busca-lo, esta não é uma luta perdida, na verdade a busca pela paz não pode ser vista como uma luta e sim como um novo conceito e uma nova filosofia de vida. Em um tempo que a vida esta em risco de forma global, porque não recomeçar em todos os aspectos? Eu quero assistir o melhor GRENAL de todos os tempos pela libertadores, no campo, na bola e sem violência.

Texto: Ricardo Pires
Imagem: Lucas Emanuel







LEIA TAMBÉM!


PROJETO HORTA ORGÂNICA - Vila Olímpica Dr. Sócrates

Em abril de 2018 foi iniciado um Projeto Social na Vila Olímpica Dr. Sócrates Brasileiro em Pedra de Guaratiba sob o comando da Equipe Multidisplinar.

O uso da ferramenta on-line na psicoterapia em meio à pandemia

A presente pesquisa aborda a importância da saúde mental na vida de toda a população.

France Football elege o Time dos sonhos em 2020

A renomada revista France Football que anualmente concede o prêmio Ballon D`or (Bola de ouro)este ano elegera em dezembro o time dos sonhos.

1º dia do Profissional de Educação Física

Hoje comemoramos o dia do Profissional de Educação Física e nós do Instituto Fair Play parabenizamos a todos!

Lançamento da Web Série! Fair Play Audiovisual

Hoje no dia em que nosso Fundador Carlos Alberto Torres faria 76 anos, lançamos o primeiro episódio da Web série "Histórias não contadas do futebol".

Homenagens aos 50 anos do tricampeonato da Seleção Brasileira

No dia 21 de junho de 1970 o nosso fundador, o eterno capita Carlos Alberto Torres levantava a Taça Jules Rimet. Brasil tricampeão!

Copa Capita vem aí!

No ano de comemorações dos 50 anos do tricampeonato da seleção brasileira de futebol, o Instituto promoverá diversas ações.

Crônica de um craque na Vida

Paulo Cesar Caju, um craque na vida e no futebol, descreve nesta crônica com fidelidade o sentimento de uma geração magnífica do futebol.

Levante Filmes - Nova parceira do Instituto

A Levantes Filmes chega para trazer muita experiência e agregar muito valor a área de comunicação, Além de muitas surpresas que vem por ai!

Site em Reformulação

Aproveitando esta pausa para reformular o nosso site, a cor já mudou em homenagem aos 50 anos do tricampeonato da nossa seleção de futebol.

Quarentena ou um gesto de Amor ?

O Amor ao próximo deve ser a razão que nos impulsiona a ficarmos em casa e passarmos este momento em união e orando por aqueles que estiverem nas ruas

50 Anos do tricampeonato Mundial de futebol de seleções

Após cinco décadas o menino da Vila de Penha ainda é lembrado por todos no planeta e seu legado eternizado em nosso Instituto. Valeu Capita!

Vagas para Estagiário de Contabilidade

O Instituto Fair Play seleciona candidatos para vaga de Estágio de Contabilidade.

Vagas para Estagiário de Administração

O Instituto Fair Play seleciona candidatos para vaga de Estágio de Administração.

Projeto Educarte - Sucesso o encerramento do projeto!!!

O Painel de Culminância do Projeto Educarte foi um grande sucesso, contou com a presença de vários palestrantes e o lançamento oficial da publicação.

Copyright 2021 © FAIR PLAY INSTITUTO.